segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Feliz Natal!!!!i


Feliz Natal

Se tens amigos, busca-os!
O NATAL é ENCONTRO!

Se tens inimigos, reconcilia-te!
O NATAL é PAZ!

Se tens pecado, arrependa-se!
O NATAL é PERDÃO!

Se tens soberba, sepulta-a!
O NATAL é HUMILDADE!

Se tens trevas, acende o teu farol,
O NATAL é LUZ!

Se tens tristeza, reaviva a tua alegria!
O NATAL é GOZO!

Se estás no erro, reflete!
O NATAL é VERDADE!

Se tens ódio, esquece-o!
O NATAL é AMOR!


FELIZ NATAL!

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

A idade de ser Feliz

A idade de ser Feliz

Existe somente uma idade para a gente ser feliz.

Somente uma época na vida de cada pessoa em que é possível sonhar e fazer planos e ter energia bastante para realizá-los, a despeito de todas as dificuldade e obstáculos.

Uma só idade para a gente se encantar com a vida e viver apaixonadamente e desfrutar tudo com toda intensidade sem medo nem culpa de sentir prazer.

Fase dourada em que a gente pode criar e recriar a vida à nossa própria imagem e semelhança e vestir-se com todas as cores e experimentar todos os sabores.

Tempo de entusiasmo e coragem em que todo desafio é mais um convite à luta que a gente enfrenta com toda disposição de tentar algo novo, de novo e de novo, e quantas vezes for preciso.

Essa idade tão fugaz na vida da gente chama-se PRESENTE, também conhecida como AGORA ou JÁ e tem a duração do instante que passa...

Mário quintana

sábado, 12 de dezembro de 2009

Preciso de Você...

Como eu preciso de você ...
Com esse seu jeito alegre de viver e ser,
Homem menino que aos poucos foi dominando o meu ser...
E me descobrir amando outra vez mesmo sem perceber.
Você tomou conta de mim como que a querer dominar...
Meus pensamentos, minhas ações e emoções..,
Me pego na maioria das vezes pensando, planejando o meu viver...
Na solidão de cada amanhecer e anoitecer...
Sinto a sua ausência e fico a imaginar a sua presença...
Preciso de você para completar, para caminhar na mesma direção, para viver e realizar os mesmos sonhos e ideais.
Sua presença está sendo planejada... A espera está quase que encerrada...
Os nossos caminhos cruzaram-se e agora não tem mais como ou porque andar por outros caminhos diferentes, pois o Senhor está conosco.
Como já disse alguém ... “
“ Não há um caminho novo a seguir, mas um jeito novo de caminhar...
Elienice Silva

sábado, 5 de dezembro de 2009

A Força da Palavra


É impressionante a força que cada palavra traz consigo! Com a vibração que cada uma carrega, transforma a atmosfera reinante naquele momento, mesmo que seja por um momento fugaz! Cada verbo, independente do número de letras que tenha, transporta com ele sentimentos, lembranças, um mundo infinito de idéias, que embora seja numa fração mínima de segundos, toca a quem o ouve e o transforma.
Assim, palavras como Amor, Carinho, Perdão, Paz, nos conectam com locais suaves e serenos de nosso Ser. Guerra, Agressão, Violência, Tristeza e tantas outras, com pontos de dor em nosso íntimo. Vale a pena observar isto e perceber como podemos mudar a nossa vida e melhorar a dos outros, a depender do que nos dispomos a falar, ou a calar...

E como falamos, sem parar, tanta coisa sem nexo, tanta coisa sem real importância, vamos semeando confusão e perturbação em torno de nós, muitas vezes sem nos darmos conta disto. Os grandes sábios que já nos visitaram neste plano sempre louvaram o poder do silêncio e a importância da palavra.

A propaganda, impulsora do capitalismo, nos bombardeia com idéias nem sempre verdadeiras, os meios de comunicação espalham notícias poluídas pela desesperança e desânimo e nós nos sentimos alquebrados, muitas vezes, sem nos darmos conta do porquê disto. E vamos passando adiante as notícias tristes que ouvimos e, com isto, colaboramos com o Mal, pois ajudamos o Medo a ir se instalando mais e mais nas mentes de todos, num movimento doentio e perigoso! Quando estamos medrosos, abandonamos a nossa força, nos desanimamos, afastamo-nos do Amor, de nossa Fonte de Vida.

Cada fonema é uma vibração, um som, traz harmonia, ou desequilíbrio... O tom de nossa voz, quando falamos, também emite, ou não, boas vibrações... Pessoas há que até pelo telefone nos fazem mal, pela forma dura com que pronunciam as palavras. Outras nos acalmam como num passe de mágica, pois ouvi-las é agradável, terno, sereno, tranquilizador.

Acho que precisamos nos defender da balbúrdia reinante, desta pressa desestruturante que nos arrasta de roldão sem que saibamos sequer para onde, de canais de televisão que noticiam apenas o que nos deprime e nos faz sofrer. Se todos nós fizéssemos isto, deixássemos de assistir determinados programas, por estarmos conscientes do mal que nos fazem, o IBOPE acabaria por levá-los a se modificar. E o pior é que nem todos os que assistem à televisão têm consciência crítica, pois muitos são crianças, na idade, ou no espírito.

Enfim, sabemos que viver neste nosso mundo tecnológico tem suas vantagens, mas é também muito difícil! Cultivar o silêncio em meio a tantos sons e ondas emitidos por tantos aparelhos diferentes, por tantas mentes desequilibradas, não é brincadeira, exige esforço e atenção, mas é necessário, para nossa sobrevivência e salvação.

Muitas vezes, enquanto sorrimos apenas com os lábios, procurando demonstrar algo que está longe do que estamos sentindo, nosso Ser está chorando...
Cultivando mais o calar, teremos mais cuidado no falar. Assim, cada palavra terá um sentido verdadeiro para nós, abrirá um caminho, construirá uma ponte, restaurará uma relação, fará uma aliança, aliviará uma dor, plantará uma semente de amor.

O olhar comunica com muito mais sinceridade... Mas poucos prestam a devida atenção a ele. Os gestos, também. Mas, as palavras, por serem mais fáceis de serem percebidas, podem destruir muito mais! Que elas não saiam de nós sem uma reflexão, sem caridade e sem uma intenção boa, ou estaremos trabalhando para o Mal e, consequentemente, isto receberemos em troca, por causa da lei infalível de Ação e Reação.

Que nossas palavras criem uma música harmoniosa que ajude a espantar de vez a tristeza e a doentia paisagem atual de nosso planeta!
por Maria Cristina - tina.lc@hotmail.com

sábado, 28 de novembro de 2009

Como explicar o Amor.

Contam que, uma vez, se reuniram os sentimentos e qualidades dos homens em um lugar da terra.
Quando o ABORRECIMENTO havia reclamado pela terceira vez, a LOUCURA, como sempre tão louca, lhes propôs:
- Vamos brincar de esconde-esconde?
A INTRIGA levantou a sobrancelha intrigada e a CURIOSIDADE, sem poder conter-se, perguntou: Esconde-esconde? Como é isso?
- É um jogo, explicou a LOUCURA, em que eu fecho os olhos e começo a contar de um a um milhão enquanto vocês se escondem, e quando eu tiver terminado de contar, o primeiro de vocês que eu encontrar ocupará meu lugar para continuar o jogo. O ENTUSIASMO dançou seguido pela EUFORIA.
A ALEGRIA deu tantos saltos que acabou convencendo a DÚVIDA e até mesmo a APATIA, que nunca se interessava por nada.
Mas nem todos quiseram participar.
A VERDADE preferiu não esconder-se, para quê? Se no final todos a encontravam?
A SOBERBA opinou que era um jogo muito tonto (no fundo o que a incomodava era que a ideia não tivesse sido dela) e a COVARDIA preferiu não arriscar-se.
- Um, dois, três, quatro... - começou a contar a LOUCURA.
A primeira a esconder-se foi a PRESSA, que como sempre caiu atrás da primeira pedra do caminho.
A FÉ subiu ao céu e a INVEJA se escondeu atrás da sombra do TRIUNFO, que com seu próprio esforço, tinha conseguido subir na copa da árvore mais alta.
A GENEROSIDADE quase não consegue esconder-se, pois cada local que encontrava lhe parecia maravilhoso para algum de seus amigos - se era um lago cristalino, ideal para a BELEZA; se era a copa de uma árvore, perfeito para a TIMIDEZ; se era o voo de uma borboleta, o melhor para a VOLÚPIA; se era uma rajada de vento, magnífico para a LIBERDADE. E assim, acabou escondendo-se em um raio de sol.
O EGOÍSMO, ao contrário, encontrou um local muito bom desde o início. Ventilado, cómodo, mas apenas para ele.
A MENTIRA escondeu-se no fundo do oceano (mentira, na realidade, escondeu-se atrás do arco-íris), e a PAIXÃO e o DESEJO, no centro dos vulcões.
O ESQUECIMENTO, não recordo-me onde escondeu-se, mas isso não é o mais importante.
Quando a LOUCURA estava lá pelo 999.999, o AMOR ainda não havia encontrado um local para esconder-se, pois todos já estavam ocupados, até que encontrou um roseiral e, carinhosamente, decidiu esconder-se entre suas flores.
- Um milhão - contou a LOUCURA, e começou a busca.
A primeira a aparecer foi a PRESSA, apenas a três passos de uma pedra. Depois, escutou-se a FÉ discutindo com Deus no céu sobre zoologia.
Sentiu-se vibrar a PAIXÃO e o DESEJO nos vulcões.
Em um descuido encontrou a INVEJA, e claro, pode deduzir onde estava o TRIUNFO.
O EGOÍSMO, não teve nem que procurá-lo. Ele sozinho saiu disparado de seu esconderijo, que na verdade era um ninho de vespas.
De tanto caminhar, a LOUCURA sentiu sede, e ao aproximar-se de um lago descobriu a BELEZA.
A DÚVIDA foi mais fácil ainda, pois a encontrou sentada sobre uma cerca sem decidir de que lado esconder-se.
E assim foi encontrando a todos.
O TALENTO entre a erva fresca; a ANGÚSTIA em uma cova escura;
a MENTIRA atrás do arco-íris (mentira, estava no fundo do oceano);
e até o ESQUECIMENTO, a quem já havia esquecido que estava brincando de esconde-esconde.
Apenas o AMOR não aparecia em nenhum local.
A LOUCURA procurou atrás de cada árvore, em baixo de cada rocha do planeta, e em cima das montanhas.
Quando estava a ponto de dar-se por vencida, encontrou um roseiral.
Pegou uma forquilha e começou a mover os ramos, quando no mesmo instante, escutou-se um doloroso grito.
Os espinhos tinham ferido o AMOR nos olhos.
A LOUCURA não sabia o que fazer para desculpar-se chorou, rezou, implorou, pediu perdão e até prometeu ser seu guia.
Desde então, desde que pela primeira vez se brincou de esconde-esconde na terra: O AMOR é cego e a LOUCURA sempre o acompanha.
Autor desconhecido

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Desejo x Ansiedade

Todos nós quando queremos e desejamos algo para a nossa vida temos a tendência de ficarmos ansiosos para ver os nossos objetivos alcançados.
Na verdade esquecemos que existe um ser que está acima de nossos desejos e que tudo conhece e tudo ver e assim muitas vezes vamos atropelando tudo e a todos que estão ou vão aparecendo para impedir sua realização.
Muitas vezes na nossa ansiedade não conseguimos enxergar e ouvir nada que chega até nos e metemos os pés pelas mãos como dizemos no dia a dia, a nossa ansiedade é tão grande que acabamos causando mal mesmo sem querer ou perceber aos outros que estão por perto.
Nesse momento o melhor seria orar ao Senhor e pedir paciência e discernimento para o que queremos fazer, mas raramente isso acontece, poucos de nós seres humanos somos capazes de fazer isso.
O desejo de vermos o que queremos concretizado fala mais alto dentro de nos e depois nos vermos em situações complicadas por não termos a capacidade de esperar o momento certo, a hora adequada para agir.
Mas nos perguntamos: qual será o momento certo para agir? Como saber? Acredito que o momento e a hora certa para agir seja quando o que pensamos em fazer e ou realizar algo, isso não venha mais adiante causar algum dano a alguém ou a nos mesmos, não prejudique a nossa vida de maneira que com a nossa ansiedade tenha passado por todo o tipo de limites, não só o nosso mas também o do outro.
E evidente que no mundo em que vivemos hoje, onde o nosso dia é agitado e estressante não tenhamos nem um tempo para avaliar as nossas ações, mas devemos tentar nos programar melhor para vivermos bem com os outros e consigo mesmo, nada nos deixa mais feliz e de bem com a vida do que poder sorrir para as pessoas, poder elogiar alguém, dizer uma palavra amiga quando assim for preciso, tudo isso claro feito de coração e não por querer mostrar algo que não sentimos realmente.
Mas só conseguimos isso se não deixarmos que a ansiedade tome conta do nosso ser. Na Bíblia Sagrada em Mateus 6: 25 assim diz o Senhor: Por isso, vos digo: não andeis ansioso pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer ou beber; nem pelo vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir. E ainda mais no versículo 26 Observai as aves do céu; não semeiam, não colhem, nem ajuntam em celeiros; contudo, vosso Pai celeste as sustentam. Por ventura não valeis vós muito mais do que as aves?
È meu amigo, irmão ou você que por acaso está lendo este texto neste momento, não deixe que a ansiedade tire de dentro de você a paz, a tranqüilidade, o amor e principalmente a Fé no Senhor, na certeza de que para Deus nada é impossível.
Um grande abraço e que o Senhor seja teu guia ...
Elienice Rabelo

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

A borboleta e a flor


Certa vez, um homem pediu a Deus uma flor e uma borboleta.
Mas Deus lhe deu um cacto e uma lagarta.
O homem ficou triste, pois não entendeu por que o seu pedido veio errado.
Daí pensou:
Também, com tanta gente para atender...
E resolveu não questionar.
Passado algum tempo, o homem foi verificar o pedido que deixou esquecido.
Para sua surpresa, do espinhoso e feio cacto havia nascido a mais bela das flores...
E a horrível lagarta transformara-se em uma belíssima borboleta.
Deus sempre age certo.
O seu caminho é o melhor, mesmo que aos nossos olhos pareça estar dando tudo errado.
Se você pediu uma coisa a Deus e recebeu outra, confie.
Tenha certeza de que Ele dá o que você precisa, no momento certo.
Nem sempre o que você deseja é o que você precisa.
Como Ele nunca erra na entrega dos pedidos, siga em frente sem murmurar ou duvidar.
O espinho de hoje será a flor de amanhã!
http://www.dejovu.com/mensagens

sábado, 14 de novembro de 2009

Intenção e confiança

Um homem sentado na calçada tinha uma placa que dizia assim:

"Vejam como sou feliz! Sou um homem próspero, sei que sou bonito, sou muito importante, tenho uma bela residência, vivo confortavelmente, sou um sucesso, sou saudável e bem humorado."
Alguns passantes o olhavam intrigados, outros o achavam doido e outros até davam-lhe dinheiro. Todos os dias, antes de dormir, ele contava dinheiro e notava que a cada dia a quantia era maior.
Numa bela manhã, um importante e arrojado executivo, que já o observava há algum tempo, aproximou-se e lhe disse:
- Você é muito criativo! Não gostaria de colaborar numa campanha da empresa?
- Vamos lá. Só tenho a ganhar! - respondeu o mendigo.
Após um caprichado banho e com roupas novas, foi levado para a empresa.
Daí para frente sua vida foi uma seqüência de sucessos e a certo tempo ele tornou-se um dos sócios majoritários.
Numa entrevista coletiva à imprensa, ele esclareceu de como conseguira sair da mendicância para tão alta posição.
Contou ele:
- Bem, houve época em que eu costumava me sentar nas calçadas com uma placa ao lado, que dizia:
"Sou um nada neste mundo! Ninguém me ajuda! Não tenho onde morar! Sou um homem fracassado e maltratado pela vida! Não consigo um mísero emprego que me renda alguns trocados! Mal consigo sobreviver!"
As coisas iam de mal a pior quando, certa noite, achei um livro e nele atentei para um trecho que dizia:
"Tudo que você fala a seu respeito vai se reforçando. Por pior que esteja a sua vida, diga que tudo vai bem. Por mais que você não goste de sua aparência, afirme-se bonito. Por mais pobre que seja você, diga a si mesmo e aos outros que você é próspero."
- Aquilo me tocou profundamente e, como nada tinha a perder, decidi trocar os dizeres da placa para:
"Vejam como sou feliz! Sou um homem próspero, sei que sou bonito, sou muito importante, tenho uma bela residência, vivo confortavelmente, sou um sucesso, sou saudável e bem humorado."
- E a partir desse dia tudo começou a mudar, a vida me trouxe a pessoa certa para tudo que eu precisava, até que cheguei onde estou hoje. Tive apenas que entender o Poder das Palavras. O Universo sempre apoiará tudo o que dissermos, escrevermos ou pensarmos a nosso respeito e isso acabará se manifestando em nossa vida como realidade. Enquanto afirmarmos que tudo vai mal, que nossa aparência é horrível, que nossos bens materiais são ínfimos, a tendência é que as coisas fiquem piores ainda, pois o Universo as reforçará. Ele materializa em nossa vida todas as nossas crenças.
Uma repórter, ironicamente, questionou:
O senhor está querendo dizer que algumas palavras escritas numa simples placa modificaram a sua vida?
Respondeu o homem, cheio de bom humor:

- Claro que não, minha ingênua amiga! Primeiro eu tive que acreditar nelas!

Autor desconhecido

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Sonhando e acreditando no impossível...


Acreditando fielmente que existe um ser maior o qual não devemos questionar, nem tentar entender, mas aceitar o que ele tem para nós, é que nos descobrimos as vezes em pensamentos e ações acreditando no impossível.
Temos a mania de querer decidir nossos problemas sem pensar que a maneira mais correta é crer que o Senhor nosso Deus é maior do que tudo e todos e só ele é capaz de resolver tudo, não como queremos ou almejamos, mais sim como deve ser, como ele assim o deseja.
E claro que existe o livre-arbítrio, mas é ai que cometemos os nossos erros, pois mesmo sentindo que algo não vai bem, mesmo recebendo os sinais enviado até nos, teimamos em tomar decisões que não deveríamos, que não condiz com a nossa condição de ser humano.
Mas quando estamos com o Senhor, quando andamos pelos caminhos por ele traçados, tudo é possível e assim o que para nós seres humanos é impossível ele torna possível, seja o que for, um sonho, um desejo, nada é empecilho, não existe barreiras nem dificuldade que com ele não possamos ultrapassar.
É por isso que devemos sonhar e acreditar no impossível, porque quando Deus promete ele cumpre, ele faz transformações nas nossas vidas de tal maneira que ao homem parece quase que um sonho, e jamais devemos desistir dos nossos sonhos.
Somente quem tem amor a Deus, quem nele crer pode ser capaz de acreditar e realizar seus sonhos, de transformar sua vida para melhor.
Por isso creia você também no impossível... Mas antes de tudo, acredite e entregue sua vida nas mãos do Senhor e o aceite verdadeiramente como seu Salvador, só assim você poderá realizar mudanças na sua vida, porque somente o Senhor Nosso Deus tem o poder de operar milagres.
Acredite nisso... E verá que é possível viver Sonhando e acreditando no impossível.
Elienice Rabelo

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Despedida de um grande Amor

Agradeço à Deus por ter te colocado em minha vida, na hora em que eu mais precisei.
Nós dois estávamos na hora certa e no lugar certo.
Naquele momento, tudo foi tão perfeito. Cada segundo que eu passei contigo, tentei aproveitar o máximo possível, pois sabia que seriam os últimos e foram os mais bonitos da minha vida.

Adorava ficar ao teu lado, sentir seu abraço, o teu cheiro, teu calor, você!
Seu beijo fez - me acreditar que era possível existir um amor puro, verdadeiro!
Eu precisei de você tanto!
Você fez parte de um momento maravilho da minha vida, você foi uma época na minha vida.

Fostes um lindo anjo que veio perto de mim e fez - me esquecer de todo o sofrimento que eu estava passando.
Eu te idealizei demais, e não vi que era hora de você partir.
De repente você surgiu do nada e fez a minha esperança reascender.
Foi lindo, foi mágico, foi como eu sonhei!

Só que dessa vez eu é que tive que ir. . .
Nem nos despedimos, acho que foi melhor assim.

Se eu pudesse voltar e congelar o tempo, com certeza o momento escolhido seria o nosso primeiro beijo!
Mas já não há tempo. . .
Foi - se o tempo.

Já não pertencemos um ao outro, tomamos rumos diferentes
Mas pode ter certeza de que eu nunca vou esquecer - te, meu amor!

Mas quando você for embora da minha vida aos poucos, podes ter certeza de que estarás levando um pedaço da minha ALMA, para todo o sempre. . .
Pois você é eterno!

Não quero que tu tenhas pena de mim, ou penses que eu estou sofrendo por tua causa.

Quero sim, que tu fiques feliz pelo simples fato de eu ter tido a oportunidade de tentar te cativar. . .
Nunca pedi nada em troca, pois eu te tinha o tempo todo dentro de mim.

Mesmo distante, dentro do meu universo, eu te buscava, eu te sonhava.
E podes ter certeza, de que cada momento, de que cada pensamento meu, foi sincero.

Você me cativou desde o primeiro segundo em que te vi.
Tu não podes imaginar, o quanto eu fiquei feliz, em te ver nesse verão novamente.
Eu pedi a Deus todos os dias para te trazer perto de mim outra vez.
E nesse ano que passou, dentro do meu coração só restou uma saudade.

Sei que agora tenho que te deixar partir da minha vida, Não vou mentir que está sendo difícil pra mim, e mesmo que os nossos caminhos nunca mais se cruzarem, vou seguir em frente feliz, pois quando olhar para trás, você estará lá , fazendo parte de um momento especial do meu passado.

Eu te desejo toda a felicidade do mundo, espero que tu encontres alguém que te complete, e que você possa ter a capacidade de se entregar a esse amor de tal maneira, como eu entreguei o meu coração á você.

Autor: (Desconhecido)

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Esqueça....


Esqueça

Esqueça os dias de nuvens escuras...

Mas lembre-se das horas passadas ao sol .

Esqueça as vezes em que você foi derrotado...

Mas lembre-se das suas conquistas e vitórias.

Esqueça os erros que já não podem ser corrigidos...

Mas lembre-se das lições que você aprendeu.

Esqueça as infelicidades que você enfrentou...

Mas lembre-se de quando a felicidade voltou.

Esqueça os dias solitários que você atravessou...

Mas lembre-se dos sorrisos amáveis que encontrou...

Esqueça os planos que não deram certo...

Mas lembre-se de

SEMPRE TER UM SONHO...

Autor desconhecido

sábado, 31 de outubro de 2009

Ser ou não ser de ninguém?

Ser ou não ser de ninguém?
Eis a questão da geração tribalista
Na hora de cantar todo mundo enche o peito nas boates, levanta os braços, sorri e dispara: "eu sou de ninguém, eu sou de todo mundo e todo mundo é meu também". No entanto, passado o efeito do uísque com energético e dos beijos descompromissados, os adeptos da geração "tribalista" se dirigem aos consultórios terapêuticos, ou alugam os ouvidos do amigo mais próximo para reclamar de solidão, ausência de interesse das pessoas, descaso e rejeição. A maioria não quer ser de ninguém, mas quer que alguém seja seu.

Beijar na boca é bom? Claro que é! Manter-se sem compromisso, viver rodeado de amigos em baladas animadíssimas é legal? Evidente que sim. Mas por que reclamam depois? Será que os grupos tribalistas se esqueceram da velha lição ensinada no colégio, de que "toda ação tem uma reação"? Agir como tribalista tem conseqüências, boas e ruins, como tudo na vida. Não dá, infelizmente, para ficar somente com a cereja do bolo - beijar de língua, namorar e não ser de ninguém. Para comer a cereja é preciso comer o bolo todo e nele, os ingredientes vão além do descompromisso, como: não receber o famoso telefonema no dia seguinte, não saber se está namorando mesmo depois de sair um mês com a mesma pessoa, não se importar se o outro estiver beijando outra, etc, etc, etc.

Embora já saibam namorar, "os tribalistas" não namoram. Ficar também é coisa do passado. A palavra de ordem hoje é "namorix". A pessoa pode ter um, dois e até três namorix ao mesmo tempo. Dificilmente está apaixonada por seus namorix, mas gosta da companhia do outro e de cultivar a ilusão de que não está sozinho. Nessa nova modalidade de relacionamento, ninguém pode se queixar de nada. Caso uma das partes se ausente durante uma semana, a outra deve fingir que nada aconteceu - afinal, não estão namorando. Aliás, quando foi que se estabeleceu que namoro é sinônimo de cobrança?

A nova geração prega liberdade, mas acaba tendo visões unilaterais. Assim como só deseja "a cereja do bolo tribal", enxerga apenas o lado negativo das relações mais sólidas. Desconhece a delícia de assistir um filme debaixo das cobertas num dia chuvoso comendo pipoca com chocolate quente, o prazer de dormir junto abraçado roçando os pés sob as cobertas e a troca de cumplicidade, carinho e amor. Namorar é algo que vai muito além das cobranças. É cuidar do outro e ser cuidado por ele, é telefonar só para dizer boa noite, ter uma boa companhia para ir ao cinema de mãos dadas, transar por amor, ter alguém para fazer e receber cafuné, um colo para chorar, uma mão para enxugar lágrimas, enfim, é ter alguém para amar.

Já dizia o poeta Carlos Drummond de Andrade que "amar se aprende amando" e se seguirmos seu raciocínio, esbarraremos na lição que nos foi transmitida nas décadas passadas: relação é sinônimo de desilusão. O número avassalador de divórcios nos últimos tempos, só veio confirmar essa tese e aqueles que se divorciaram (pais e mães dos adeptos do tribalismo) vendem (na maioria das vezes) a idéia de que casar é um péssimo negócio e que uma relação sólida é sinônimo de frustrações futuras. Talvez seja por isso que pronunciar a palavra "namoro" traga tanto medo e rejeição. No entanto, vivemos em uma época muito diferente daquela em que nossos pais viveram. Hoje podemos optar com maior liberdade e não somos mais obrigados a "comer sal junto até morrer". Não se trata de responsabilizar pais e mães, ou atribuir um significado latente aos acontecimentos vividos e assimilados na infância, pois somos responsáveis por nossas escolhas, assim como o que fazemos com as lições que nos chegam. A questão não é causal, mas quem sabe correlacional.

Podemos aprender amar se relacionando. Trocando experiências, afetos, conflitos e sensações. Não precisamos amar sob os conceitos que nos foram passados. Somos livres para optar. E ser livre não é beijar na boca e não ser de ninguém. É ter coragem, ser autêntico e se permitir viver um sentimento... É arriscar, pagar para ver e correr atrás da felicidade. É doar e receber, é estar disponível de alma, para que as surpresas da vida possam aparecer. É compartilhar momentos de alegria e buscar tirar proveito até mesmo das coisas ruins.

Ser de todo mundo, não ser de ninguém é o mesmo que não ter ninguém também... É não ser livre para trocar e crescer... É estar fadado ao fracasso emocional e à tão temida solidão.

Por: Mônica Montone

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Sonho ou realidade?


Posso te ouvir mesmo que distante...
Falar contigo me faz acreditar que és realidade e não sonho.
Meu amanhecer e anoitecer tornou-se diferente de repente,
Poder te ver, senti teu abraço, teu carinho, ouvir dizer que me amas...
Hum... Essa é uma expectativa maravilhosa.
O medo às vezes vem e bate no coração...
A sensação que tenho é que tudo não passa de um lindo sonho, porque você é tudo que sonhei, que desejei e pedi a Deus.
Será sonho ou realidade?
O meu ser pede ao Senhor que seja realidade...
Que concretize o meu, o seu, o nosso sonho.
Você diz que: “Há um lugar para chegar... uma ponte que te levará pro outro lado...
Há um sonho... Que os seus sonhos são meus... Teus problemas são meus... Tua vida também é minha vida...”
Ah... Porque teria que ser a distancia tão grande?
Para podermos acreditar no impossível?
Para confiar no amor que Deus tem por seus filhos?
Ou para provar e fortalecer a nossa fé?
Será amor ou será mais uma ilusão que brota dos nossos corações?
Perguntas... Perguntas....
Tenho aprendido cultivar a paciência... A esperar no Senhor...
Que o sonho transforme-se em realidade.
E que tudo seja feito segundo a vontade do Senhor e não a minha.
Pois ele renovou e transformou a minha vida...
Por: Elienice Rabelo

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

A Despedida do Amor

Existe duas dores de amor. A primeira é quando a relação termina e a gente, seguindo amando, tem que se acostumar com a ausência do outro, com a sensação de rejeição e com a falta de perspectiva, já que ainda estamos tão envolvidos que não conseguimos ver luz no fim do túnel.
A segunda dor é quando começamos a vislumbrar a luz no fim do túnel.
Você deve achar que eu bebi. Se a luz está sendo vista, adeus dor, não seria assim? Mais ou menos. Há, como falei, duas dores. A mais dilacerante é a dor física da falta de beijos e abraços, a dor de virar desimportante para o ser amado.
Mas quando esta dor passa, começamos um outro ritual de despedida: a dor de abandonar o amor que sentíamos. A dor de esvaziar o coração, de remover a saudade, de ficar livre, sem sentimento especial por ninguém. Dói também.
Na verdade, ficamos apegados ao amor tanto quanto à pessoa que o gerou.
Muitas pessoas reclamam por não conseguir se desprender de alguém. É que, sem se darem conta, não querem se desprender. Aquele amor, mesmo não retribuído, tornou-se um souvenir de uma época bonita que foi vivida, passou a ser um bem de valor
inestimável, é uma sensação com a qual a gente se apega. Faz parte de nós.Queremos, logicamente, voltar a ser alegres e disponíveis, mas para isso é preciso
abrir mão de algo que nos foi caro por muito tempo, que de certa maneira entranhou-se na gente e que só com muito esforço é possível alforriar.
É uma dor mais amena, quase imperceptível. Talvez, por isso, costuma durar mais do que a dor-de-cotovelo propriamente dita. É uma dor que nos confunde. Parece ser aquela mesma dor primeira, mas já é outra.
A pessoa que nos deixou já não nos interessa mais, mas interessa o amor que sentíamos por ela, aquele amor que nos justificava como seres humanos, que nos colocava dentro das estatísticas: eu amo, logo existo.
Despedir-se de um amor é despedir-se de si mesmo. É o arremate de uma história que terminou, externamente, sem nossa concordância, mas que precisa também sair de dentro da gente.
Martha Medeiros

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

O Jeito deles...


O que é que faz a gente se apaixonar por alguém? Mistério misterioso. Não é só porque ele é esportista, não é só porque ela é linda, pois há esportistas sem cérebro e lindas idem, e você, que tem um, não vai querer saber de descerebrados. Mas também não basta ser inteligente, por mais que a inteligência esteja bem cotada no mercado. Tem que ser inteligente e... algo mais. O que é este algo mais? Mistério decifrado: é o jeito.

A gente se apaixona pelo jeito da pessoa. Não é porque ele cita Camões, não é porque ela tem olhos azuis: é o jeito dele de dizer versos em voz alta como se ele mesmo os tivesse escrito pra nós; é o jeito dela de piscar demorado seus lindos olhos azuis, como se estivesse em câmera lenta.

O jeito de caminhar. O jeito de usar a camisa pra fora das calças. O jeito de passar a mão no cabelo. O jeito de suspirar no final das frases. O jeito de beijar. O jeito de sorrir. Vá tentar explicar isso.

Pelo meu primeiro namorado, me apaixonei porque ele tinha um jeito de estar nas festas parecendo que não estava, era como se só eu o estivesse enxergando. O segundo namorado me fisgou porque tinha um jeito de morder palitos de fósforo que me deixava louca – ok, pode rir. Ele era um cara sofisticado, e por isso mesmo eu vibrava quando baixava nele um caminhoneiro. O terceiro namorado tinha um jeito de olhar que parecia que despia a gente:
não as roupas da gente, mas a alma da gente. Logo vi que eu jamais conseguiria esconder algum segredo dele, era como se ele me conhecesse antes mesmo de eu nascer. Por precaução, resolvi casar com o sujeito e mantê-lo por perto.

E teve aqueles que não viraram namorados também por causa do jeito: do jeito vulgar de falar, do jeito de rir – sempre alto demais e por coisas totalmente sem graça –, do jeito rude de tratar os garçons, do jeito mauricinho de se vestir: nunca um desleixo, sempre engomado e perfumado, até na beira da praia. Nenhum defeito nisso. Pode até ser que eu tenha perdido os caras mais sensacionais do universo.

Mas o cara mais sensacional do universo e a mulher mais fantástica do planeta nunca irão conquistar você, a não ser que tenham um jeito de ser que você não consiga explicar. Porque esses jeitos que nos encantam não se explicam mesmo.
Martha Medeiros

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Aprendendo a viver

Aprendi que se aprende errando
Que crescer não significa fazer aniversário.

Que o silêncio é a melhor resposta, quando se ouve uma bobagem.

Que trabalhar significa não só ganhar dinheiro.
Que amigos a gente conquista mostrando o que somos.
Que os verdadeiros amigos sempre ficam com você até o fim.
Que a maldade se esconde atrás de uma bela face.
Que não se espera a felicidade chegar, mas se procura por ela
Que quando penso saber de tudo ainda não aprendi nada
Que a Natureza é a coisa mais bela na Vida.
Que amar significa se dar por inteiro
Que um só dia pode ser mais importante que muitos anos.
Que se pode conversar com estrelas
Que se pode confessar com a Lua
Que se pode viajar além do infinito
Que ouvir uma palavra de carinho faz bem à saúde.
Que dar um carinho também faz...
Que sonhar é preciso
Que se deve ser criança a vida toda
Que nosso ser é livre
Que Deus não proíbe nada em nome do amor.
Que o julgamento alheio não é importante
Que o que realmente importa é a Paz interior.

"Não podemos viver apenas para nós mesmos.
Mil fibras nos conectam com outras pessoas;

e por essas fibras nossas ações vão como causas

e voltam pra nós como efeitos."

(Herman Melville)

domingo, 18 de outubro de 2009

E de repente você apareceu em minha vida...


Você chegou como uma brisa leve e calma,
Foi se aproximando de mansinho...
E foi ganhando espaço, um lugar bem pequenino.
Em tão pouco tempo, quase sem eu perceber, você tomou conta do meu ser...
De repente o tão pouco tempo deixou de ser ou ter importância ...
A distância? Essa sim um grande empecilho...
Mais você me diz...
“Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia nele, e ele o fará.
Deus é tremendo...
Mas buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas...”
Meu pensamento fica a imaginar um fim, a continuidade... Dessa nossa História.
Perguntas: Como? Por quê? Para quer?
Qual o sentido disso tudo assim tão repentino?
Meu pensamento tornou-se um turbilhão...
Mas para aqueles que crêem que existe um só Deus nada é impossível,
No tempo certo ele chega assim de repente e muda, renova e transforma a nossa vida de acordo com a sua vontade e não da forma que queremos ou desejamos...
E estou eu nesse momento a esperar o agir do Senhor em nossas vidas, pois “Confio no Amor de Deus” e sei que ele cumpre com as suas promessas, pois ele é fiel a aqueles que nele crêem...
Por: Elienice Rabelo

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Aprendi...

APRENDI ...
Que não sei quase nada
Que sempre precisarei aprender
Que a vida é muito curta
E que não há tempo a perder.

PERCEBI
Que nem tudo é possível
Que às vezes é difícil sorrir
Que a vida faz jogo duro
Mas que eu não vou desistir

ENTENDI
Que quando sofro eu aprendo
Que a dor me ensina a viver
Que a vida é um lindo caminho
Ao qual iremos crescer

DESCOBRI
Que não é fácil viver
Que o destino nos reserva dor
Mas que a tristeza termina
Onde começa o amor .
Autor desconhecido

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Uma reflexão sobre o amor e a vida


Às vezes as pessoas que amamos nos magoam, e nada podemos fazer
senão continuar nossa jornada com nosso coração machucado.
Às vezes nos falta esperança. Às vezes o amor nos machuca profundamente,
e vamos nos recuperando muito lentamente dessa ferida tão dolorosa.
Às vezes perdemos nossa fé, então descobrimos que precisamos acreditar,
tanto quanto precisamos respirar... é nossa razão de existir.
Às vezes estamos sem rumo, mas alguém entra em nossa vida, e se torna o nosso destino.
Às vezes estamos no meio de centenas de pessoas, e a solidão aperta nosso coração
pela falta de uma única pessoa.
Às vezes a dor nos faz chorar, nos faz sofrer, nos faz querer parar de viver,
até que algo toque nosso coração, algo simples como a beleza de um pôr do sol,
a magnitude de uma noite estrelada, a simplicidade de uma brisa batendo em nosso rosto.
É a força da natureza nos chamando para a vida.
Você descobre que as pessoas que pareciam ser sinceras e receberam sua confiança,
te traíram sem qualquer piedade.
Você entende que o que para você era amizade, para outros era apenas conveniência, oportunismo.
Você descobre que algumas pessoas nunca disseram eu te amo, e por isso nunca fizeram amor, apenas transaram...
Descobre também que outras disseram eu te amo uma única vez.
E agora temem dizer novamente, e com razão, mas se o seu sentimento for sincero poderá ajudá-las a reconstruir um coração quebrado.
Assim ao conhecer alguém, preste atenção no caminho que essa pessoa percorreu, são fatores importantes: a relação com a família, as condições econômicas nas quais se desenvolveu. (dificuldades extremas ou facilidades excessivas formam um caráter), os relacionamentos anteriores e as razões do rompimento, seus sonhos, ideais e objetivos.
Não deixe de acreditar no amor. Mas certifique-se de estar entregando seu coração para alguém que dê valor aos mesmos sentimentos que você dá.
Manifeste suas idéias e planos, para saber se vocês combinam. E certifique-se de que
quando estão juntos, aquele abraço vale mais que qualquer palavra.
Esteja aberto a algumas alterações, mas jamais abra mão de tudo, pois se essa pessoa
te deixar, então nada irá lhe restar.
Tenha sempre em mente que às vezes tentar salvar um relacionamento,
manter um grande amor, pode ter um preço muito alto se esse sentimento não for recíproco.
Pois em algum outro momento essa pessoa irá te deixar e seu sofrimento será ainda
mais intenso, do que teria sido no passado.
Pode ser difícil fazer algumas escolhas, mas muitas vezes isso é necessário.
Existe uma diferença muito grande entre conhecer o caminho e percorrê-lo.
A tristeza pode ser intensa, mas jamais será eterna.
A felicidade pode demorar a chegar, mas o importante é que ela venha para ficar e não
esteja apenas de passagem...
François de Bitencourt

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Nem tudo é fácil

É difícil fazer alguém feliz, assim como é fácil fazer triste.
É difícil dizer eu te amo, assim como é fácil não dizer nada
É difícil valorizar um amor, assim como é fácil perdê-lo para sempre.
É difícil agradecer pelo dia de hoje, assim como é fácil viver mais um dia.
É difícil enxergar o que a vida traz de bom, assim como é fácil fechar os olhos e atravessar a rua.
É difícil se convencer de que se é feliz, assim como é fácil achar que sempre falta algo.
É difícil fazer alguém sorrir, assim como é fácil fazer chorar.
É difícil colocar-se no lugar de alguém, assim como é fácil olhar para o próprio umbigo.
Se você errou, peça desculpas...
É difícil pedir perdão? Mas quem disse que é fácil ser perdoado?
Se alguém errou com você, perdoa-o...
É difícil perdoar? Mas quem disse que é fácil se arrepender?
Se você sente algo, diga...
É difícil se abrir? Mas quem disse que é fácil encontrar
alguém que queira escutar?
Se alguém reclama de você, ouça...
É difícil ouvir certas coisas? Mas quem disse que é fácil ouvir você?
Se alguém te ama, ame-o...
É difícil entregar-se? Mas quem disse que é fácil ser feliz?
Nem tudo é fácil na vida...Mas, com certeza, nada é impossível
Precisamos acreditar, ter fé e lutar
para que não apenas sonhemos, Mas também tornemos todos esses desejos,
realidade!!!
Cecília Meireles

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

A vida ensinando-me a viver...













Momentos somente... Simplesmente.
Sem pressa, sem correria
Aprendendo a esperar o momento certo,
A viver o momento oportuno...
A amar mesmo sem ser correspondida...
A viver esse amor com peso e com medida...
E assim a vida vai me ensinando a viver...
O toque nas mãos timidamente...
A esperar um abraço...
Um beijo jamais permitido...
Aprendendo a agradecer um sorriso...
E a controlar um grande desejo contido.
E o tempo? Ah esse tempo bendito...
Vai passando... Passando...
Quem sabe um dia...
Será esse amor lembrado ou esquecido?
E a vida me ensinando a viver...
Emoções já são tantas as vividas,
Situações jamais compreendidas ou esquecidas...
Vivendo e sentindo o coração bater acelerado
Feliz a cada vez que te ouve ou te ver
Mesmo sabendo da certeza que jamais poderá te ter...
Aproveitando os momentos somente...
Amando... Simplesmente até quando?????????????
Perguntas jamais respondidas...
Enquanto isso...
A vida ensinando-me a viver...
Elienice Rabelo

Faleceu ontem a pessoa que atrapalhava sua vida...

Um dia, quando os funcionários chegaram para trabalhar, encontraram na portaria um cartaz enorme, no qual estava escrito:
"Faleceu ontem a pessoa que atrapalhava sua vida na Empresa. Você está convidado para o velório na quadra de esportes".
No início, todos se entristeceram com a morte de alguém, mas depois de algum tempo, ficaram curiosos para saber quem estava atrapalhando sua vida e bloqueando seu crescimento na empresa. A agitação na quadra de esportes era tão grande, que foi preciso chamar os seguranças para organizar a fila do velório. Conforme as pessoas iam se aproximando do caixão, a excitação aumentava:
- Quem será que estava atrapalhando o meu progresso ?
- Ainda bem que esse infeliz morreu !
Um a um, os funcionários, agitados, se aproximavam do caixão, olhavam pelo visor do caixão a fim de reconhecer o defunto, engoliam em seco e saiam de cabeça abaixada, sem nada falar uns com os outros. Ficavam no mais absoluto silêncio, como se tivessem sido atingidos no fundo da alma e dirigiam-se para suas salas. Todos, muito curiosos mantinham-se na fila até chegar a sua vez de verificar quem estava no caixão e que tinha atrapalhado tanto a cada um deles.
A pergunta ecoava na mente de todos: "Quem está nesse caixão"?
No visor do caixão havia um espelho e cada um via a si mesmo... Só existe uma pessoa capaz de limitar seu crescimento: VOCÊ MESMO! Você é a única pessoa que pode fazer a revolução de sua vida. Você é a única pessoa que pode prejudicar a sua vida. Você é a única pessoa que pode ajudar a si mesmo. "SUA VIDA NÃO MUDA QUANDO SEU CHEFE MUDA, QUANDO SUA EMPRESA MUDA, QUANDO SEUS PAIS MUDAM, QUANDO SEU(SUA) NAMORADO(A) MUDA. SUA VIDA MUDA... QUANDO VOCÊ MUDA! VOCÊ É O ÚNICO RESPONSÁVEL POR ELA."

O mundo é como um espelho que devolve a cada pessoa o reflexo de seus próprios pensamentos e seus atos. A maneira como você encara a vida é que faz toda diferença. A vida muda, quando "você muda".

Luís Fernando Veríssimo

sábado, 10 de outubro de 2009

Perguntas


Quantas vezes você andava na rua e sentiu um perfume e lembrou de alguém que gosta muito?
Quantas vezes você olhou para uma paisagem em uma foto, e não se imaginou lá com alguém...
Quantas vezes você estava do lado de alguém, e sua cabeça não estava ali?
Alguma vez você já se arrependeu de algo que falou dois segundos depois de ter falado?
Você deve ter visto que aquele filme, que vocês dois viram juntos no cinema, vai passar na TV...
E você gelou porque o bom daquele momento já passou...
E aquela música que você não gosta de ouvir porque lembra algo ou alguém que você quer esquecer mas não consegue?
Não teve aquele dia em que tudo deu errado, mas que no finzinho aconteceu algo maravilhoso?
E aquele dia em que tudo deu certo, exceto pelo final que estragou tudo?
Você já chorou por que lembrou de alguém que amava e não pôde dizer isso para essa pessoa?
Você já reencontrou um grande amor do passado e viu que ele mudou?
Para essas perguntas existem muitas respostas...
Mas o importante sobre elas não é a resposta em si...
Mas sim o sentimento...
Todos nós amamos, erramos ou julgamos mal...
Todos nós já fizemos uma coisa quando o coração mandava fazer outra...
Então, qual a moral disso tudo?
Nem tudo sai como planejamos portanto, uma coisa é certa...
Não continue pensando em suas fraquezas e erros, faça tudo que puder para ser feliz hoje!
Não deite com mágoas no coração.
Não durma sem ao menos fazer uma pessoa feliz!
E comece com você mesmo!!!

Martha Medeiros

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Há Momentos

Há momentos na vida em que sentimos tanto
a falta de alguém que o que mais queremos
é tirar esta pessoa de nossos sonhos
e abraçá-la.

Sonhe com aquilo que você quiser.
Seja o que você quer ser,
porque você possui apenas uma vida
e nela só se tem uma chance
de fazer aquilo que se quer.

Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.

As pessoas mais felizes
não têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor
das oportunidades que aparecem
em seus caminhos.

A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam.
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
E para aqueles que reconhecem
a importância das pessoas que passam por suas vidas.

O futuro mais brilhante
é baseado num passado intensamente vivido.
Você só terá sucesso na vida
quando perdoar os erros
e as decepções do passado.

A vida é curta, mas as emoções que podemos deixar
duram uma eternidade.
A vida não é de se brincar
porque um belo dia se morre.

Clarice Lispector

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Prazo de validade...

Você determina prazo de validade na sua vida?
Nos seus relacionamentos afetivos, profissionais e existenciais...
Nas amizades, nos amores, nas dores...
Já pensou como seria se pudéssemos estabelecer para tudo na nossa vida um prazo de validade?
Poder determinar o tempo para qualquer coisa ou situação.
Pense agora como seria bom determinar o tempo que daríamos as coisas que não gostamos, mas que somos obrigados a suportar.
Assim como também estabelecer o prazo para as que são consideradas boas na nossa vida.
Sem sombra de dúvida o prazo de validade para o que consideramos bom seria maior, ao contrário da situação ruim que teria um prazo de validade muito curto.
A duvida seria o que fazer quando o prazo determinado para as situações boas acabasse e mesmo assim ainda insistíssemos em prorrogá-lo.
Isso nos leva a uma reflexão de como estamos vivendo no dia a dia, com tanto prazo a cumprir.
Horário de trabalho, tempo com a família, para os amigos, para quem amamos, sem esquecer alguém muito especial nas nossas vidas o qual não deve ter prazo de validade, o nosso Criador.
Façamos uma lista pessoal do que nos é indispensável, das coisas, pessoas ou situações que fazem parte do nosso cotidiano e procuremos simular um prazo de validade.
Seriamos capazes de determinar algum prazo? E se ao determinarmos, depois descobríssemos que fizemos tudo errado e não desse mais para ser concertado? O que faríamos?
Vivemos sempre procurando determinar prazo em tudo na nossa vida, mas esquecemos que isso só nós é permitido fazer porque o Senhor assim nos concede e nem sempre lembramos que é ele que determina o nosso prazo de validade enquanto ser humano em tudo nessa vida.
É pena que alguns já tenham determinado o prazo de validade dentro de si mesmo do amor para com o outro e para com Deus.
Possamos pensar no prazo que estamos necessitando para mudar de vida e também no prazo que está sendo permitido para essa realização.
Como anda o seu prazo de validade? Quanto tempo você ainda tem?
Essas respostas com certeza nem eu nem você sabemos, mas podemos ter uma certeza, o nosso prazo de validade pode vencer a qualquer instante, a qualquer momento e o que temos feitos para nós tornar pessoas melhores para com os outros e para com o nosso Deus?
Aproveite bem o seu prazo pois a validade dele pode está vencendo...
Por Elienice Rabelo

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

O Caminho Certo



Você ja parou pra pensar onde deseja chegar?







Pois é. Não sei o quanto você tem trilhado nem mesmo as dificuldades que têm te abatido nesta caminhada.

Conheci um garoto, um jovem, sonhador, entusiasmado, capaz de ir aonde ninguem chegou antes. Seu medo maior... O medo de se envolver.
Mas o que este mesmo jovem não sabia é que tudo o que acontece em nossas vidas vem de uma forma de envolvimento.

Nos envolvemos pra sofrer depois e sofremos pra depois nos envolver.
No rosto um sorriso, o jeito amigo... mas no peito o medo. Medo esse que o aprisionou em um mundo onde nem mesmo as próprias oportunidades ele sabia aceitar.
Cada vez mais refem de si mesmo, encontrou nos amigos o essencial para ser grande. mas mesmo assim o medo ainda o tenta aprisionar em seu mundo, e não o deixar ver que pra sermos felizes temos que perder o medo de sofrer.

As vezes olho pra ele e imagino como pode alguem com tanta luz, as vezes se contentar em ser sombra.
Como pode alguem cheio de palavras se calar diante da primeira mal lançada a ele.
Queria crescer junto com ele e ensinar a ele as coisas que ja perdi pelo medo de da uma chance a mim mesmo. Mas quem sabe um dia esse garoto que conheci descubra, ou melhor veja que ele é um cara cheio de sonhos e com vários caminhos a trilhar na vida.

Por Adriano Silva

Tolo?

Conta-se que numa pequena cidade do interior um grupo de pessoas se divertia com o idiota da aldeia...Um pobre coitado de pouca inteligência, que vivia de pequenos biscates e esmolas. Diariamente eles chamavam o bobo ao bar onde se reuniam e ofereciam a ele a escolha entre duas moedas - uma grande de 400 réis e outra menor, de dois mil réis. Ele sempre escolhia a maior e menos valiosa, o que era motivo de risos para todos.

Certo dia, um dos membros do grupo chamou-o e lhe perguntou se ainda não havia percebido que a moeda maior valia menos.

"Eu sei" - respondeu o não tão tolo assim - "ela vale cinco vezes menos, mas no dia que eu escolher a outra, a brincadeira acaba e não vou mais ganhar minha moeda".

Podemos tirar várias conclusões dessa pequena narrativa. A primeira: quem parece idiota, nem sempre é. Dito em forma de pergunta: Quais eram os verdadeiros tolos da história? Outra: se você for ganancioso, acaba estragando sua fonte de renda. Mas a conclusão mais interessante, a meu ver, é a percepção de que podemos estar bem mesmo quando os outros não têm uma boa opinião a nosso respeito. Portanto, o que importa não é o que pensam de nós, mas o que realmente somos.
autor desconhecido

domingo, 4 de outubro de 2009

Renove-se


Reconheça a pessoa especial, forte, talentosa, guerreira e poderosa que você se transformou
Sinta-se renovado, preparado e potencializado no dia de hoje.
Isso mesmo, sinta tudo isso e vá em frente.
Chegou a hora de encarar uma nova etapa, pois é tempo de se refazer e, se for preciso, sair das cinzas!
Você pode, você é capaz!
Você merece!
Retome todos aqueles antigos e bons sonhos e dê a você mesmo mais uma oportunidade.
Agora é a sua hora de recomeçar para fazer florir a sua vida. Viva de novo, mas de uma maneira diferente, do seu jeito!
Hoje não é nenhuma data especial e nem precisa ser para celebrar a vida.
Mas você está se encontrando um pouco mais com você e percebe que pessoa especial, forte, talentosa e bonita você é! Vamos! Bote fé em si mesmo!
Bote fé nessa criatura linda, competente e guerreira que você sabe que é! Um novo ânimo, tá? Tenha mais esperança, mais alegria e mais amor!
E para conquistar isso basta um estalar de dedos. Basta querer.
É uma questão de jeito que você sabe que tem. E vontade nunca lhe faltou, certo?
Festeje, celebre e comemore por ter chegado até aqui.
Esse ser maravilhoso e que venceu tantas batalhas se transformou, agora vale ouro! Vale muito! É tudo de bom!
É 10 porque está no caminho certo! Valorize-se mais, ok?
Nunca mais se compare a ninguém. Não vale a pena! Você é único! Explore mais as suas possibilidades, tá?
E comece a se perguntar mais: "O que é possível?"
E transforme seus sonhos em realidade porque você merece e sabe que pode e que merece.
Lembre-se sempre que a prosperidade está te esperando.
O seu íntimo deve refletir isso no seu sorriso de hoje.
postado no blog ibicidade.com por Vidal mello

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Relacionamento bom é o relacionamento leve


Vivemos em um mundo turbulento, cheio de necessidades e anseios que partem de nossos corações confusos. Isso porque é natural da alma humana grandes lacunas no que tange ao equilíbrio emocional. Somos naturalmente carentes, existimos para a vida com o propósito de evoluir - até sabemos disso, mas queremos colo, queremos carinho, apoio, afeto.
Mesmo nos momentos que sabemos que temos que ser fortes e precisos nas atitudes, para enfrentar nossos maiores desafios, ainda assim, temos o costume de "vacilar". Ah, como gostamos de um colo! Como queremos um ombro amigo, um apoio incondicional, sem julgamentos... Contudo, muitas vezes, é esse sentimento que nos torna infantis, dependentes e fracos emocionalmente. Mas é importante que se entenda, que uma pessoa forte emocionalmente não é alguém duro, empedrado, com a face e séria. Uma pessoa forte com suas emoções é aquela que compreende os papeis de cada um e sabe dar limites para os sentimentos. Em outras palavras: é alguém que reconhece as suas próprias responsabilidades emocionais e seus limites, bem como as responsabilidades de terceiros.
Nos relacionamentos, buscamos a força que acreditamos serem necessárias para nosso "reforço" emocional. Nas relações conjugais, principalmente, procuramos no outro aquilo que sonhamos para nós, por conseqüência criamos uma projeção. Quando encontramos alguém que nos mostra aspectos aos quais somos carentes, imediatamente, irracionalmente ou instintivamente, nos encantamos, ou melhor, nos fascinamos.
Esse fascínio é o maior causador de confusões, porque sua conseqüência é a ilusão. Nos iludimos que o outro pode nos suprir daquilo que carecemos. E isso é ilusão!
Uma ilusão que começa quando, de forma equivocada, passamos a procurar no outro o que deveríamos buscar em Deus. Nitidamente começamos a nos alimentar dessa energia, mudando a origem, fonte dessa vibração essencial, nos alimentamos do manancial errado. E como sabemos, se nos suprirmos de energias que não vêm de Deus, da Fonte Divina, acabaremos por nos transformar em seres dependentes, e, mesmo inconscientemente, nos tornamos obsessores.
É triste ou difícil aceitar não é? Pois é a mais pura realidade...
Quando as emoções nos relacionamentos são intensas, viscerais, frenéticas, não é amor de verdade. Quando procuramos no outro aquilo que não encontramos em nós, estamos alimentando um vício de relacionamento, que como já comentado é um processo obsessivo, que tende a desgastar muito rapidamente uma relação.
As emoções de um casal precisam ser leves, no sentindo da harmonia das vibrações. E essa leveza se dá no que concerne as cobranças ( que são as verdadeiras causadoras dos conflitos). Quando nós seres humanos em geral compreendermos que nossas carências devem ser sanadas no caminho do autoconhecimento, na busca da espiritualidade e da consciência, daremos um grande salto no sentido da construção de relacionamentos verdadeiramente amorosos, que transmutarão completamente os nocivos focos de ciúmes, controle, posse, lamentação e carência.
Um relacionamento verdadeiramente baseado no amor é um relacionamento leve, com emoções superiores, que oferece liberdade para que ambas as partes possam separadamente ter suas identidades afloradas e desenvolvidas. Por consequência dessa conduta, as pessoas unidas pela força do sentimento sublime, poderão dar origem a histórias de profundo sucesso em todos os aspectos!
Reflita sobre a natureza do seu relacionamento conjugal ou sobre o sentimento que está em evidência se você está procurando alguém. Se você pretende saciar suas carências em outra pessoa, sua história a dois nem começou e já tem prazo de validade! Entretanto, se você quer alguém, ou já tem alguém para compartilhar e crescer junto, nessa sintonia e com essa consciência elevada, o caminho é muito próspero!
Medite sobre isso!
por Bruno J. Gimenes

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Se queres me amar de verdade, o momento é agora!!!!


Porque esperar para amar..
Se podes fazer isso neste instante.
Porque dá tempo ao tempo...
Se o tempo é o hoje, o agora.
Porque viver na incerteza...
Será por que não sabes o que sente.
Ou será que enganas a ti mesmo.
Na vida a sempre um momento certo...
Mas para amar e demonstrar será que existe?
Nem sempre sabemos quando um novo amor virá.
Procure portanto aproveitar a chance de amar agora.
O amanhã a Deus pertence e só ele sabe se já não será tarde.
Para dizer que me amas, que me quer...
Se queres me amar de verdade, o momento é agora!!!!!
Elienice rabelo

domingo, 27 de setembro de 2009

Se alguém que você ama....

Se alguém que voce ama romper o
relacionamento mantido com você.
Jamais entre em desespero.Essa é
uma chance para fazer uma auto_avaliaçao
do que precisa ser mudado,sempre havera
alguém a espera de receber seu amor.
Mas vá com calma !!!
Lembre-se de que tudo tem seu tempo certo.
Caminhe sempre para frente,sem temer os
obstáculos.seja você mesmo o autor
do livro da propria vida aproveite os
momentos dificeis para crescer como pessoa.
"Quem é paciente resistirá até o momento
oportuno ; depois a alegria lhe sera restituida." (eclesiastes 1.29)
Tenha uma otima semana...
Beijos no seu coraçao...
(Mensagem recebida de alguém muito distante mais bem perto do coração)

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Me diga a verdade!!!!!

O que sentes por mim?Amor? Amizade?Carinho? Consideração? Respeito?
Ou tudo isso e muito mais?
Quero que saibas que tudo o que sente por mim já me faz feliz, porque só em fazer parte da sua vida, um pouquinho que seja já é o suficiente para me dar força e coragem para enfrentar os obstáculos e continuar a caminhada.
Não que eu me contenta com pouco, mas o pouco que você tem a me oferecer tornar-se o bastante para que a cada amanhecer eu possa renovar as esperanças nas coisas, nas pessoas, na minha vida.
Penso que às vezes você nem se dar conta do quanto és importante para mim, mas acredite, você tornou-se parte indispensável no meu viver e veio no momento que eu mais precisava, chegou no momento certo e na hora certa.
Simplesmente chegou e foi conquistando aos poucos talvez até sem querer um espaço no meu coração, no meu viver e hoje transformou-se em um dos meus poucos bem- querer.
Bem querer esse que outros já tentaram e dariam ou fariam tudo para ter, mas que nunca tiveram e jamais vão ter, sabes por quê? Por que cada pessoa que passa na nossa vida, que faz parte dela é única, cada um até que tenta conquistar o seu espaço, mas nem todas conseguem.
Você pode considerar-se um ser privilegiado, pois o meu sentimento por ti, não dar para expressar em palavras, nem em ações, te digo somente que foi escolhido primeiro por Deus e depois pelo meu coração para fazer parte da minha vida e agradeço por isso.
Lembro–me nesse instante da citação do livro O pequeno Príncipe “... tu és responsável por aquilo que cativas....” é meu caro mas essa responsabilidade eu tiro de você e gostaria de manter-la sempre comigo, pois afinal fui eu que me deixei cativar, pelo seu carinho, amizade,consideração, respeito e amor.
Portanto não se sinta na obrigação de corresponder por igual a esse sentimento porque tenho certeza que por mais que tente jamais iras consegui, pois ele é único.Te peço apenas e tão somente que ao descobrir ou definir o que sentes por mim..
Me diga a verdade!!!
Por :Elienice Rabelo

Marcas no coração


Um jovem estava no centro da cidade, proclamando ter o coração mais belo da região. Uma multidão o cercou e todos admiraram o seu coração.Não havia marca ou qualquer outro defeito. Todos concordaram que aquele era o coração mais belo que já tinham visto.

O jovem ficou muito orgulhoso por seu belo coração. De repente, um velho apareceu diante da multidão e disse:

-- Por que o coração do jovem não é tão bonito quanto o meu?

A multidão e o jovem olharam para o coração do velho, que estava batendo com vigor, mas tinha muitas cicatrizes. Havia locais em que pedaços tinham sido removidos e outros tinham sido colocados no lugar, mas estes não encaixavam direito, causando muitas irregularidades. Em alguns pontos do coração, faltavam pedaços.

O jovem olhou para o coração do velho e disse:

-- O senhor deve estar brincando... compare nossos corações. O meu está perfeito, intacto e o seu é uma mistura de cicatrizes e buracos!

-- Sim, - disse o velho. - olhando, o seu coração parece perfeito, mas eu não trocaria o meu pelo seu. Veja, cada cicatriz representa uma pessoa para a qual eu dei o meu amor. Tirei um pedaço do meu coração e dei para cada uma dessas pessoas. Muitas delas deram-me também um pedaço do próprio coração para que eu colocasse no meu, mas, como os pedaços não eram exatamente iguais, há irregularidades. Mas eu as estimo, porque me fazem lembrar do amor que compartilhamos. Algumas vezes, dei pedaços do meu coração a quem não me retribuiu. Por isso, há buracos. Eles doem. Ficam abertos, lembrando-me do amor que senti por essas pessoas... um dia espero que elas retribuam, preenchendo esse vazio. E aí, jovem? Agora você entende o que é a verdadeira beleza?

O jovem ficou calado e lágrimas escorriam pelo seu rosto. Ele aproximou-se do velho. Tirou um pedaço de seu perfeito e jovem coração e ofereceu ao velho, que retribuiu o gesto. O jovem olhou para o seu coração, não mais perfeito como antes, mas mais belo que nunca.

Os dois se abraçaram e saíram caminhando lado a lado.
Como deve ser triste passar a vida com o coração intacto.

Autor desconhecido

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Seu relacionamento é infeliz, então, desapegue-se!


Não dizer "não" à outra pessoa quando toda prudência, inteligência, cautela, e experiência nos impelem a fazê-lo é simplesmente covardia moral e verbal". (Paul Brunton)

Para não perdermos os afetos que conquistamos na vida, passamos por cima de nossas próprias necessidades, direitos como seres humanos e nos desrespeitamos, muitas vezes nos submetendo a situações constrangedoras e indignas. Mas, se observarmos o ritmo de evolução acelerado em que se encontra a humanidade veremos que uma perda pode significar crescimento, alívio das cargas que carregamos e a liberdade para encontrarmos uniões superiores.

Quando estamos no caminho certo, com a pessoa certa, a vida propicia as condições favoráveis para que a relação se sustente sem maiores complicações e até as diferenças acabam resolvidas. Se uma parceria não for favorável para a evolução de nosso espírito, mesmo com enorme esforço, não resulta em nada. Diz Mestre El Morya que "mesmo um encontro de almas gêmeas só acontece aqui nesse plano se existir um propósito de evolução e crescimento".

Saber quando parar ou ir adiante com um relacionamento é uma questão de bom senso e consciência, pois duas coisas têm que ser colocadas na balança: a realidade interna e a externa. Refletir o quanto investimos em todos os sentidos, para vivermos bem e felizes, e qual o resultado que alcançamos. A consciência expandida daquele que tem seu ego unido ao seu ser interno avisa quando é hora de dizer "não" a alguém, mas a nossa natureza egóica, apegada a padrões da sociedade resiste e essa resistência causa muitos dissabores. "Uma das raízes da infelicidade é o apego".

Quando assim agimos, não permitimos que mudanças naturais e necessárias para nosso crescimento aconteçam e manifestamos na vida inflexibilidade, rigidez, falta de aceitação e de movimento. E a vida é um movimento contínuo, sem ele estaremos estagnando. Se o relacionamento não lhe traz felicidade, e nem contribui para sua evolução, aceite e desapegue-se. Disponha-se a abrir mão de tudo que diz respeito às necessidades de seu ego, a favor do espírito, abrindo seus braços para a vida e permitindo que seu coração seja tocado.

As leis da matéria não conseguem limitar aqueles que estão com o coração aberto. Nossa evolução dá saltos quânticos quando conseguimos dizer esse "não" àquilo que não nos serve mais, conscientemente, sabendo das conseqüências, muitas vezes dolorosas no início, porque decidimos por nós, pela nossa felicidade, e damos a chance que o espírito precisa para manifestar-se ainda neste plano. Usamos o poder pessoal para dar um "basta" no sofrimento e abrimos o coração para outras oportunidades.

Neste momento, percebemos o amor incondicional de Deus por nós. Esse desapego consciente aumenta a clareza de pensamentos, o discernimento, e nos dá coragem e estrutura, pois, escolhemos por nós. O propósito pessoal só se revela na consciência expandida e percebemos que a ajuda ao próximo começa pela ajuda a nós, primeiramente.

VERA GODOY
por El Morya Luz da Consciência - nucleo.elmorya@terra.com.br

domingo, 20 de setembro de 2009

Sinto a tua falta...


Que falta você me faz.
No silencio do meu ser
Tudo me lembra você
Teu olhar, seu sorriso, teu carinho...

Queria poder sentir novamente
O calor da tua presença
Mesmo que fosse por alguns instantes.
Sinto a tua falta...

Tu sabes como me fazer sorrir,
Ser sincero sem magoar,
Dizer não quando deve assim o ser
Dizer sim quando assim o sente.

Como é maravilhoso pensar em ti,
Entrar em sintonia com o pensamento,
E de repente, te ver e te ouvir...
Pena é tão somente não poder te sentir.

Sinto a tua falta,
Como o ar para respirar,
Como a água para matar a sede,
Como o alimento que acaba com a fome.

Sinto a tua falta
Mas sei que assim tem que ser,
Por caminho diferente queres percorrer,
E a outro eu também tenho que seguir.

Mas quero tão somente te dizer
Quem sabe nesse novo caminhar
Os nossos novos caminhos
Não venham a se cruzar.

E assim quem sabe...
O que o destino nos reserva.
Hoje só trago comigo uma certeza,
Sinto a tua falta...
Por: Elienice Rabelo

sábado, 19 de setembro de 2009

Estranho Amor

Tão estranho a forma de amar,
amamos e sentimentos ciúmes,
ciúmes bobo, muitas vezes inconveniente.
Amamos e sentimos medo,
um medo de um dia estar só, de que a pessoa amada siga em viagem sem lhe presentear com uma passagem para o mesmo lugar.
Amamos e sentimos raiva,
raiva de não sermos entendidos, como se a pessoa amada tivesse a obrigação de ter o dom da premonição, e pudesse nos compreender pelo menos naquele momento que mais estamos chateados.
Amamos e sentimos muitas vezes rejeição,
pelo simples fato de não ser notado o novo corte de cabelo, a nova roupa, a nova investida.
Amamos e nos tornamos loucos,
loucos pela felicidade a dois, um mundo colorido feito para apaixonados.
Loucos pela vida, como se o hoje fosse um dos dias dos milhões que ainda viveremos.
Tão estranho a forma de amar,
Somos muitos em um só, muitos sentimentos, muitos desejos, muitos planos...
Não quero dominar o amor, quero que o amor nos domine.
Pois amor que é AMOR, é tudo... é certeza, é companhia, é amizade, é paixão, é criança, é eterno.
Tão estranho esta forma de amar,
que me perco até nos versos mais simples de um poema,
pois tem tantas formas de se escrever sobre o amor, algumas simples outras complexas,
mas todas com o mesmo sentido,
que o amor tudo supera.
por: Fabiana Thais Oliveira

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Transformações possíveis...


Quantas mudanças somos capazes de fazer em nossa vida sem percebermos, quando menos esperamos alguém chega e nos diz: o que aconteceu com você? Está tão diferente!
È nessa hora que nos damos conta das transformações ocorridas em nós, nas nossas atitudes, ações, decisões....
Sem nos darmos contas descobrimos dentro de nós mesmos uma outra pessoa que até então não sabíamos que existia.
Quando está transformação acontece para melhor, para o nosso bem, nada nem ninguém é capaz de segurar ou mudar a felicidade que sentimos.
Chegamos às vezes a um grau de contentamento que quanto mais nós sentimos bem e felizes, mas fácil torna-se o nosso sorriso, a nossa satisfação com pequenas coisas.Tudo é motivo de festa e comemoração o que causa uma interrogação tanto em quem está próximo, como também a nós mesmo.
Você pode está pensando, mais a nossa vida é cheia dessas transformações, faz parte. Realmente elas fazem parte, mais fica mais agradável quando elas são realizadas com a ajuda de quem amamos ou temos um certo respeito e consideração, porque se assim não for com certeza ela não nos beneficiará de forma nenhuma.
È claro que nessas transformações, nas mudanças realizadas temos que tomar o cuidado com os outros que fazem parte no nosso convívio, tendo a sensibilidade de não perder a ternura ou até mesmo de causar um rompimento nas relações.
Acredito que toda transformação é bem vinda, desde que ela venha tão somente para nos transformar em seres melhores, mais evoluídos enquanto pessoa e principalmente que seja com a permissão daquele que tem o poder de mudar nossa vida de realizar todas as transformações possíveis e impossíveis aos nossos olhos.
Você pode realizar transformações possíveis a qualquer momento na tua vida, se achas que não consegues, peça ajuda ao Senhor Nosso Deus e ele te atenderá com todo amor e carinho jamais sentido ou imaginado.
Elienice Rabelo

domingo, 13 de setembro de 2009

Abrindo a Porta


Numa terra em guerra, havia um rei que causava espanto.
Cada vez que fazia prisioneiros, não os matava, levava-os a uma sala, que tinha um grupo de arqueiros em um canto e uma imensa porta de ferro do outro, na qual haviam gravadas figuras de caveiras.
Nesta sala ele os fazia ficar em círculo, e então dizia:
- Vocês podem escolher morrer flechados por meus arqueiros, ou passarem por aquela porta e por mim lá serem trancados.
Todos os que por ali passaram, escolhiam serem mortos pelos arqueiros.
Ao término da guerra, um soldado que por muito tempo servira o rei, disse-lhe:
Senhor, posso lhe fazer uma pergunta?
- Diga, soldado.
- O que havia por trás da assustadora porta?
- Vá e veja.
O soldado então a abre vagarosamente, e percebe que a medida que o faz, raios de sol vão adentrando e clareando o ambiente, até que totalmente aberta, nota que a porta levava a um caminho que sairia rumo a liberdade.
O soldado admirado apenas olha seu rei que diz:
Eu dava a eles a escolha, mas preferiram morrer a arriscar abrir esta porta.

Quantas portas deixamos de abrir pelo medo de arriscar ?
Quantas vezes perdemos a liberdade, apenas por sentirmos medo de abrir a porta de nossos sonhos?

autor desconhecido

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Meu nome é Felicidade


Faço parte da vida daqueles que tem amigos, pois ter amigos é ser Feliz.

Faço parte da vida daqueles que vivem cercados por pessoas como você, pois viver assim é ser Feliz!

Faço parte da vida daqueles que acreditam que ontem é passado, amanhã é futuro e hoje é uma dádiva, por isso chamado presente.

Faço parte da vida daqueles que acreditam na força do Amor, que acreditam que para uma história bonita não há ponto final.

Eu sou casada sabia?

Sou casada com o Tempo. Ah! O meu marido é lindo! Ele é responsável pela resolução de todos os problemas. Ele reconstrói corações, ele cura machucados, ele vence a Tristeza...

Juntos, eu e o Tempo tivemos três filhos: A Amizade, a Sabedoria, e o Amor.

A Amizade é a filha mais velha. Uma menina linda, sincera, alegre. A Amizade brilha como o sol. A Amizade une pessoas, pretende nunca ferir, sempre consolar.

A do meio é a Sabedoria, culta, íntegra, sempre foi mais apegada ao Pai, o Tempo. A Sabedoria e o Tempo andam sempre juntos!

O caçula é o Amor. Ah! como esse me dá trabalho! É teimoso, às vezes só quer morar em um lugar... Eu vivo dizendo: Amor, você foi feito para morar em dois corações, não em apenas um. O Amor é complexo, mas é lindo, muito lindo! Quando ele começa a fazer estragos eu chamo logo o pai dele, o Tempo, e aí o Tempo sai fechando todas as feridas que o Amor abriu!

Uma pessoa muito importante me ensinou uma coisa: Tudo no final sempre dá certo, se ainda não deu, é porque não chegou o final.

Por isso, acredite sempre na minha família. Acredite no Tempo, na Amizade, na Sabedoria e, principalmente no Amor.

Aí, com certeza um dia, eu, a Felicidade, baterei à sua porta !!!
Tenha Tempo para os Sonhos: eles conduzem sua carruagem para as Estrelas.
Autor desconhecido

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Não Importa...

Não importa quem te feriu...
o importante é que você sarou.
Não importa o que te faltou...
ainda há muito para ser conquistado.

Não se lamente por quem foi...
cada um tem o seu tempo.
Não reclame da dor...
ela é a conselheira que nos chama de volta ao caminho.
Não se espante com as pessoas...
cada uma carrega dentro de si dores marcas que alteram o humor.

Ora estamos felizes e transbordamos de alegria e paz...
ora estamos tristes.

O melhor é acreditar que seu último passo é sempre seu melhor momento.

O mundo está cheio de oportunidades.
As portas se abrem para os que não têm medo de enfrentar a vida.
Para os que caíram, mas se levantam com o brilho da vitória nos olhos.

O teu destino é VENCER.
O teu destino é SER FELIZ.
ACREDITE!!!!!
O caminho está a tua espera.
Pé na estrada!
Coloque um sonho na alma,
fé no coração, JESUS te ama e quer o melhor pra vc ...
(autor desconhecido)
recebida por email

domingo, 6 de setembro de 2009

Pergunte ao Senhor e ele te Responderá.



Caminhei em busca de respostas para perguntas que nem mesmo eu sabia,
Encontrei as respostas onde eu sem querer ou perceber sempre as escondia,
Que maravilhoso é acreditar e confiar que o passado já era,
O presente vamos vivendo e construindo no dia a dia,
E que o futuro ainda não nos pertence .
Embora sempre queiramos apressar os fatos e acontecimentos.
Acreditar que um novo amanhecer nos fortalecerá, é difícil de aceitar.
Mas só alguém que nos ama incondicionalmente e que é fiel aos que sentimos pode nos mostrar que somos capazes de vencer apesar de tudo parecer está contra.
A pergunta foi respondida, a dúvida esclarecida e as incertezas...
Bastou procurar a pessoa certa, no lugar certo.
E descobri que a resposta estava lá o tempo todo.
Só nos faltava coragem para enxergar e aceitar.
Como é perfeito o que o Senhor nos reserva.
Agradeço a ti Senhor, pois sei que somente tu me conheces...
Andas cheio de duvidas, indecisões e incertezas?
Pergunte ao Senhor e ele te responderá
Por:Elienice Rabelo

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

A hora de dizer Adeus.

Por mais que não queiramos sempre está presente a hora de um Adeus em nossas vidas. Seja este a alguém que partiu para sempre, seja porque o destino assim o quis.
Na verdade ninguém gosta de abandonar algo, mesmo porque somos pessoas dotadas de sentimentos e necessidades que precisam dos outros para supri-las.
A sensação de ter que dizer Adeus a algo ou a alguém é terrível, mas na sua grande maioria é necessária para que possamos continuar a caminhada da nossa vida.
Somos seres dotados de apego pelas coisas e pessoas, e esse sentimento nem sempre conseguimos controlar, principalmente se já estamos acostumados com ele.
Como dizer Adeus por quem nutrimos um sentimento de afetividade imenso e que só nos faz feliz? Dar para suportar a dor que machuca até a alma, quando somos obrigados a nos separar de quem mais amamos?
Só quem já sentiu isso pode avaliar ou pelo menos supor o que o outro está passando e sentindo naquele momento.
É claro que cada um sente de modo diferente, mas a sensação de perda é igual para qualquer um, seja ela de um amigo,irmão, amor, parente e tudo o mais que possamos imaginar nesse momento.
Na angustia do nosso ser, não somos capazes de lidar com um Adeus, mesmo que mais adiante venhamos a descobrir que foi o melhor naquele momento. As dúvidas, indecisões e incertezas adoecem e atormentam a nosso ser, causando marcas que carregamos para sempre.
Como sofremos quando somos obrigados pelas circunstâncias a termos que dizer Adeus quando na verdade o que o nosso coração mais quer e deseja é fazer o contrário. É quem já vivenciou esta situação sabe do que estou aqui colocando e falando.
Na verdade o que eu mais queria era não ter que te dizer Adeus, mas infelizmente a situação me obriga a dizer que já não dar mais para viver dessa maneira, não dar mais para suportar esta situação na qual eu mesmo me coloquei e te envolvi também sem querer.
Portanto só me resta dizer a você: Chegou a hora de dizer Adeus....
Elienice Rabelo

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

As quatro estações da vida


Você já notou a perfeição que existe na natureza? Uma prova incontestável da harmonia que rege a Criação. Como num poema cósmico, Deus rima a vida humana com o ritmo dos mundos.
Ao nascermos, é a primavera que eclode em seus perfumes e cores. Tudo é festa. A pele é viçosa. Cabelos e olhos brilham, o sorriso é fácil. Tudo traduz esperança e alegria.
Delicada primavera, como as crianças que encantam os nossos olhos com sua graça. Nessa época, tudo parece sorrir. Nenhuma preocupação perturba a alma.
A juventude corresponde ao auge do verão. Estação de calor e beleza, abençoada pelas chuvas ocasionais. O sol aquece as almas, renovam-se as promessas.
Os jovens acreditam que podem todas as coisas, que farão revoluções no mundo, que corrigirão todos os erros.
Trazem a alma aquecida pelo entusiasmo. São impetuosos, vibrantes. Seus impulsos fortes também podem ser passageiros... Como as tempestades de verão.
Mas a vida corre célere. E um dia - que surpresa - a força do verão já se foi.
Uma olhada ao espelho nos mostra rugas, os cabelos que começam a embranquecer, mas também aponta a mente trabalhada pela maturidade, a conquista de uma visão mais completa sobre a existência. É a chegada do outono.
Nessa estação, a palavra é plenitude. Outono remete a uma época de reflexão e de profunda beleza. Suas paisagens inspiradoras - de folhas douradas e céus de cores incríveis - traduzem bem esse momento de nossa vida.
No outono da existência já não há a ingenuidade infantil ou o ímpeto incontido da juventude, mas há sabedoria acumulada, experiência e muita disposição para viver cada momento, aproveitando cada segundo.
Enfim, um dia chega o inverno. A mais inquietante das estações. Muitos temem o inverno, como temem a velhice. É que esquecem a beleza misteriosa das paisagens cobertas de neve.
Época de recolhimento? Em parte. O inverno é também a época do compartilhamento de experiências.
Quem disse que a velhice é triste? Ela pode ser calorosa e feliz, como uma noite de inverno diante da lareira, na companhia dos seres amados.
Velhice também pode ser chocolate quente, sorrisos gentis, leitura sossegada, generosidade com filhos e netos. Basta que não se deixe que o frio enregele a alma.
Felizes seremos nós se aproveitarmos a beleza de cada estação. Da primavera levarmos pela vida inteira a espontaneidade e a alegria.
Do verão, a leveza e a força de vontade. Do outono, a reflexão. Do inverno, a experiência que se compartilha com os seres amados.
A mensagem das estações em nossa vida vai além. Quando pensar com tristeza na velhice, afaste de imediato essa idéia.
Lembre-se que após o inverno surge novamente a primavera. E tudo recomeça.
Nós também recomeçaremos. Nossa trajetória não se resume ao fim do inverno. Há outras vidas, com novas estações. E todas iniciam pela primavera da idade.
Após a morte, ressurgiremos em outros planos da vida. E seremos plenos, seremos belos. Basta para isso amar. Amar muito.
Amar as pessoas, as flores, os bichos, os mundos que giram serenos. Amar, enfim, a Criação Divina. Amar tanto que a vida se transforme numa eterna primavera.
Site:momento de reflexão

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Você sabe do que seu coração precisa?!?


Fantasiar encontros, idealizar romances e desejar a perfeição é muito fácil e – verdade seja dita! – até gostoso! O problema começa quando não conseguimos sair dessa dinâmica, quando acreditamos que fantasias, idealizações e desejos são do que realmente nosso coração precisa!
O coração da gente é o maior tesouro que possuímos. E – você sabe – os tesouros sempre estão num lugar de difícil acesso, justamente para que somente os merecedores possam encontrá-los!
Isso me faz chegar a duas conclusões:
A primeira é que você mesmo deve ser o desbravador pioneiro de seu mais precioso caminho... de seu mais autêntico endereço! Somente assim, poderá conhecer o valor de seu coração, o espaço que há nele e de que maneira ele pode ser satisfatoriamente preenchido!
A segunda é que se você conhecer o caminho, ao perceber que alguém está tentando chegar até seu coração, você poderá sentir e, se for do seu interesse, até ajudar seu pretendente a realizar a conquista!
No entanto, meu intuito neste texto não é ensinar-lhe o caminho, mas instigá-lo a refletir: do que é que meu coração precisa?
Porque ficamos divagando entre pensamentos e desejos, mas não nos damos conta de nossas verdadeiras necessidades. Não paramos para olhar o que já cultivamos, o valor dos nossos mais profundos sentimentos, enfim, nem sabemos que tipo de amor temos a oferecer para então, em seguida, descobrirmos que tipo de amor nos complementa.
E, assim, desinformados e sem sabermos ao certo o que estamos buscando, desperdiçamos energia e tempo entrando e saindo de relações que mais servem para nos desmotivar e nos desanimar do que para nos fazer amadurecer e chegar mais perto de um verdadeiro e válido encontro!
Convido você a mergulhar num mapa do tesouro que considerei providencial:
... já não sei mais se me exijo à altura do que desejo.
Sei apenas que me espero na medida exata do que eu preciso.
Tom Coelho – www.tomcoelho.com.br
É isso! Muito mais importante do que ficar a vida toda se exigindo conquistas mirabolantes, relações perfeitas, encontros inesquecíveis ou amores que reproduzam somente as parcialidades dos contos de fadas... é que você aprenda, atenta e inteligentemente – como quem reconhece e confia no perfeito fluxo da vida – a se esperar na medida exata do que você precisa!
Porque, definitivamente, todos nós precisamos de amor. Cada um com suas necessidades particulares, com seus valores e medidas... mas sempre à espera de si mesmo... entrelaçado e envolvido pelo amor!
por: Rosana Braga

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

A decisão é sua...


Se queres me amar a decisão é sua.
Se queres me deixar a decisão é sua.
Já não me amas mais, essa decisão também foi sua.
O que importa nesta vida realmente é que as decisões sejam tomadas com bastante reflexão para quem sabe quando o amanhã bater em tua porta.
Não seja tarde demais... para você ....para mim....para os dois.
Quando um toma uma decisão, o outro deve aceitar.
Tendo a certeza de que a vida continua apesar de tudo
e que um novo amanhecer virá com novas possibilidades.
Novos rumos, novos caminhos, novos amores...
Nova vida, novo recomeço...
Dando-nos a oportunidade de decidir o que é melhor para nós.
Pense, apenas por um momento,não a respeito daquilo que está acontecendo a você,
mas pense nas escolhas e decisões que você está fazendo hoje.
A razão para isto é porque são as suas decisões – e não as circunstâncias – que irão determinar a qualidade deste dia e da sua vida.
Portanto a decisão é e será sempre sua....
Elienice Rabelo

domingo, 23 de agosto de 2009

Ousadia para encontrar novos caminhos



Ousadia, essa pode ser a senha para que possamos nos distanciar das trevas e desvios da vida, para encontrar caminhos que nos possibilitem jornadas felizes. Digo isso porque admiro muito a ousadia de Jesus que, intrepidamente, deslocou-se de lá, de sua elevadas estâncias, com toda sua luminosidade, para caminhar pelas alamedas do mundo terreno, renascendo numa estrebaria, para iniciar uma nova jornada, onde acreditava ser possível dar ao ser humano, habitante do planeta azul, possibilidades de ascensão para a Luz.
Seu pai, carpinteiro, e sua mãe, uma humilde, mas sábia criatura. E foi com essa origem e suporte que ele iniciou o seu caminho, na singela Nazaré, adentrando os templos, confrontando os doutores da Lei e iluminando mentes e corações por onde passava.
Há mais de trinta anos eu já respirava esses ares de intrepidez e ousadia... Conheci por esses tempos uma jovem, de maneira inusitada. Eu escrevia em jornais espíritas e ela lia meus artigos, curiosa e feliz. Um dia, entrou em contato comigo e foi me visitar, achando que encontraria lá um velho aposentado.
Foi uma surpresa boa, fizemos uma amizade importante, que perdura até hoje, embora eu não a veja há tempos. Pois bem, ela tinha família e um noivo em Iacanga, próximo de Bauru. Num dia, soube da notícia de que o rapaz sofrera um acidente grave, de carro, vindo a falecer, De pronto, viajei para lá, participando do velório e de tudo o mais, como amigo da família. Amigos e parentes meus estranharam essa minha atitude, mas eu era assim mesmo. A amizade foi sempre um fator importante, e até hoje me mantenho com essa postura.
O tempo passou... e em fevereiro deste ano eu tive a oportunidade de ser presenteado com uma atitude de ousadia e intrepidez. Estava no salão da Escola Paulista de Medicina, aguardando a chamada para entrar no Centro Cirúrgico, quando surgiu à minha frente, como uma estrela radiante, a Rosangela. Eu a conheci pela Internet, estava envolvida num processo de fibromialgia, fez o Projeto Mutação e se sentiu muito bem, tendo melhoras acentuadas. Continuou no processo, transformando-se numa cooperadora muito inteligente e eficaz, cuidando de casos que passo para ela.
Pois bem, eu estava aguardando a chamada para entrar no Centro Cirúrgico quando me deparei com aquele casal à minha frente. A enfermeira disse: ele é o Wilson Francisco.
A Rosangela estava ali diante de mim, como um carvalho enfeitado de luzes, sorrindo e me abraçando com carinho de irmã e amiga. A ousadia dela foi incomum e me deixou plenamente feliz, porque se dispôs a viajar de Belo Horizonte para São Paulo para me dar esse voto de confiança, para estabelecer essa ligação fraterna de solidariedade, inesquecível.
Ainda hoje trago as marcas de sua presença e de sua luz, dando-me sempre força e coragem para continuar essa jornada.
Por isso, disse no início que a ousadia pode ser a senha através da qual poderemos encontrar paz e saúde nesse planeta.
Eu falo isso por mim, pelo que senti e pelo que aproveito da atitude dessa amiga, e também falo para você, que nesse momento se debruça em suas dores, sem abrir as janelas do seu coração para a vida.
Falo para você que parece estar desistindo de si mesma e da vida, como se tudo estivesse apagado e sombrio, sem qualquer vereda para se percorrer.
À semelhança da Melissa Cadore, vamos para o espelho, dê toquinhos em seu rosto, acorde as células de sua alma e faça com que elas brilhem de novo resgatando a beleza do seu olhar.
Vamos, menina, permita que o queresone da amizade dessas pessoas que confiam em você acenda as lamparinas do seu cérebro e recoloque você na plataforma existencial que você merece e precisa, para estabelecer novos e melhores caminhos.
Tenha ousadia, seja intrépida, não se detenha, abre o seu coração e o Universo certamente trará para a sua alma uma presença de luz.
Eu acredito nisso.
No momento em que nos comprometemos, de fato, com nossos projetos e sonhos, a PROVIDÊNCIA também age. Ocorre toda espécie de coisas (estamos na rede divina) para nos ajudar. Toda uma cadeia de eventos emana da decisão, fazendo vir em nosso favor todo tipo de encontros (sincronicidade - Jung), de incidentes e de apoio material "imprevistos" que ninguém poderia sonhar que surgisse em seu caminho.

"Começa tudo o que possas fazer, ou que sonhas poder fazer. A ousadia traz em si o gênio, o poder e a magia". GOETHE

por Wilson Francisco - wilson153@gmail.com

mensagem recebido por email

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Como calar um coração?


As pesquisas cientificas nos afirmam que temos dois hemisférios cerebrais: de um lado está a razão e do outro a emoção.
Pergunto: para calar um coração qual dos dois lados devemos usar? O da razão ou o da emoção?O que fazer quando pensamos ou dizemos algo, mas o coração sente e teima em fazer o contrario?Tentamos calar o nosso coração mas este pulsa desenfreada mente como a gritar “estou aqui me escute”. Nessas horas só dar para sentir e cuidar para que ele não pare de vez.
Porque calar um coração que transborda de amor, de angustia, de sofrimento e que muitas vezes só que ser correspondido?
Nesses momentos fica difícil de usarmos a razão, porque as emoções sentidas são tantas que nos confunde e nem sempre sabemos definir o que realmente elas nos querem dizer.
Nossos sentimentos transforma-se em um turbilhão de emoção que tentar calar é quase como que deixar de viver.Fica difícil de suportar e de tomar qualquer atitudes porque somos tomados pelos mais diversos pensamentos e qualquer tomada de decisão nem sempre é racional em virtude do descontrole do nosso cérebro.
Nessas horas não tem nada nem ninguém que consiga calar um coração, simplesmente nos deixamos levar pelas sensações e damos vazão à emoção de algumas forma seja derramando lágrimas, nos isolando das pessoas, procurando os amigos para um desabafo, escrevendo, etc.
O mais importante de tudo isso é que temos a certeza de que estamos vivos, pois sentimos o pulsar da vida em nosso ser, mesmo que seja através da dor. E também temos a consciência de que isso uma hora qualquer assim como veio irá embora e nos deixará fortalecido de alguma maneira.
Não devemos jamais é tentar calar nosso coração por mais que isso nos faça sofrer, porque quando isso acontece, significa que já não fazemos mais parte desse mundo tão maravilhoso que Deus nos proporciona mesmo com todos os seus problemas. Pois sabemos que cedo ou tarde esse mesmo coração que não quer calar terá a possibilidade de pulsar de forma diferente, nos dando momentos de alegria e felicidades.
Procure não calar seu coração, der-se a oportunidade de senti-lo pulsar dentro de você, porque só quem ama é capaz de compreender o que nesse momento eu tento descrever.
Jamais calarei ou deixarei que calem o meu coração, porque sei que quando isso acontecer será porque já não farei parte dessa vida tão maravilhosa que Deus me concedeu dando o livre- arbítrio para vive-la.
Elienice Rabelo